Nestlé


Milhares de CFO’s no mesmo negócio: como a Nestlé está a expandir a visão financeira do negócio por todos os seus colaboradores do mundo.

A ProfitAbility (parceira da ProPeople na implementação de Simuladores Experenciais) trabalha com a Nestlé desde 1999, juntando-se ao gigante do setor FMCG (Fast-Moving Consumer Goods) com o objetivo de expandir a visão financeira do negócio para além da sala da Administração, para que chegue à generalidade dos seus colaboradores com responsabilidades de gestão. Não satisfeitos em recorrer a consultores financeiros reconhecidos, e departamentos financeiros internos, a Nestlé quer que todos os seus gestores falem a mesma linguagem – assente numa forte visão financeira do negócio.

Há alguns anos atrás, conceitos como o Valor para o Acionista e Lucro Económico eram fundamentais para a estratégia pioneira (na altura) dos CFO’s, mas não eram entendidas de uma forma geral pelos gestores que tomavam decisões importantes todos os dias. O custo real do negócio não era imediatamente evidente para qualquer pessoa fora da equipa de liderança. A parceria da Nestlé com a ProfitAbility tinha 2 objetivos essenciais:

  1. Promover a utilização de uma linguagem financeira comum a todo o negócio, em todos os países e a todos os níveis, de forma a que decisões importantes pudessem ser tomadas e implementadas com consistência.
  2. Permitir que cada colaborador entenda claramente de que forma as suas decisões têm impacto no Valor para o Acionista e como podem contribuir para a criação de mais valor, tendo em conta essa mesma compreensão.

O objetivo do projeto foi definido como ter os gestores dentro da empresa a tomar decisões com um claro entendimento do seu impacto financeiro, dentro dos parâmetros definidos pelo CFO.

Baseado nestas premissas, ficou claro desde o início que a ProfitAbility estava em perfeita sintonia com a abordagem da Nestlé. Juntos, a Nestlé e a ProfitAbility trabalharam na customização de uma simulação já existente da ProfitAbility, de forma a corresponder a aspetos específicos da atividade da Nestlé dentro da indústria alimentar. O novo programa foi chamado de ‘Value Creation’ (Criação de Valor).

A customização refletia as relações entre volume de vendas, preço, custo dos produtos, apoio à marca, I & D e investimento de capital, exclusivas da Nestlé. Foram escolhidas 3 categorias de produtos da Nestlé: café, chocolate e gelado. Nos últimos 12 anos, esta simulação customizada tem sido conduzida em sessões de 3 dias em todo o universo da Nestlé.

A simulação ‘Value Creation’ é popular em todos os continentes, com implementação particularmente elevada na Ásia.

O patrocinador do projeto, Angus Freathy, diz:

O valor resulta do facto do modelo ser realista o suficiente para que possam ser feitos paralelos valiosos com a ‘vida real’ da Nestlé – sem ser tão complexa que os participantes necessitem de anos de experiência para entender e apreciar a sua relevância.

Durante a fase de conceção e desenvolvimento, os formadores da ProfitAbility conduziram vários programas, mas desde o início que a intenção da Nestlé era de desenvolver a sua própria equipa de formadores especializados, que trariam conhecimento profundo do negócio para a simulação. A ProfitAbility certificou um conjunto de formadores da Nestlé para conduzir todas as simulações. O foco principal consiste em assegurar a qualidade da distribuição e a profundidade da compreensão organizacional.

No meu entender, não existe melhor programa de formação que o ‘Value Creation’ no universo Nestlé – e eu estou preparado para apostar uma chávena de Nescafé, uma colher gigante de gelado Dreyer ou um KitKat que os participantes partilham da minha opinião.

Angus Freathy, Nestlé – SVP, Corporate Training

 

Nigel Downing, Co-Fundador da ProfitAbility comenta: “A qualidade e o estilo do programa são muito consistentes em todo o mundo, o que vai ao encontro do desejo da Nestlé de ter uma abordagem comum à visão financeirado negócio e à tomada de decisões, até aos níveis mais baixos da organização.”

Fazer comparações diretas com recurso a indicadores financeiros é sempre difícil quando existe um grande número de variáveis a considerar – mas poderia ser considerado negligente não referir que o preço por ação da Nestlé aumentou cerca de 50% durante os 7 anos em que o ‘Value Creation’ está em curso.

“Os colaboradores da Nestlé falam agora a mesma linguagem e usam a mesma terminologia, independentemente do local do mundo onde trabalham.”

Para Angus, o valor do programa é evidente:

“Os gestores que participam neste programa têm uma compreensão muito maior das alavancas financeiras à sua disposição e do seu efeito interdependente. Por exemplo, quando falamos de Lucro Económico numa reunião entre pessoas de várias funções e de vários continentes, todos aqueles que já passaram pela experiência ‘Value Creation’ têm o mesmo entendimento exato do que estamos a querer dizer.”

O programa ‘Value Creation’ também se enquadra perfeitamente com muitos outros projetos e iniciativas que se realizam na empresa. Por exemplo, a remuneração individual dos gestores é influenciada pelos resultados da empresa, que por sua vez afeta o Valor dos Acionistas. Este programa permite que os gestores entendam de que forma podem corresponder aos objetivos estratégicos da Nestlé e, através disso, ter um impacto positivo no seu próprio bónus.

Durante os últimos anos, a ProfitAbility foi contratada para construir, customizar e entregar mais 5 programas para a Nestlé:

  • Value Creation – versão de 1 dia
  • TCS – The Change Simulation (A Simulação da Mudança) – versão mudança na oferta
  • Strategy in Action (Estratégia em Ação)
  • The Team Puzzle (O Puzzle de Equipa)
  • Questions of Principle (Questões de Princípio)

Angus diz ainda: “Não deixa de me maravilhar o facto de pessoas adultas e com maturidade empresarial, estarem tão envolvidas no que à superfície parece um jogo de crianças. O elemento ‘diversão’ também é crucial neste enquandramento.”

Mais de 1,000 gestores da Nestlé participam anualmente neste programa.